Blog

Cálculos do Itaú Unibanco indicam que a demora em aprovar a reforma representará uma perda no resultado primário de 0,2% do PIB em 2025   A decisão do governo de abandonar a reforma da Previdêncianeste momento acendeu o alerta nas agências classificadoras de risco. Moodys e Fitch emitiram comunicados expressando preocupação, sobretudo...

Em entrevista ao InfoMoney e UM Brasil, economista especialista em previdência destacou que reforma por forma de PEC está descartada este ano, mas que é possível fazer alterações infraconstitucionais Veja mais em: http://www.infomoney.com.br/mercados/noticia/7281914/sem-saida-proximo-presidente-faz-reforma-previdencia-dara-calote-divida...